Home / Pr. Manoel Antônio / AS CONSEQUÊNCIAS DE UM VIVER ALIENADO DE DEUS

AS CONSEQUÊNCIAS DE UM VIVER ALIENADO DE DEUS

“Ai dos que chamam ao mal bem e ao bem, mal, que fazem das trevas luz e da luz, trevas, do amargo, doce e do doce, amargo! Ai dos que são sábios aos seus próprios olhos e inteligentes em sua própria opinião!”
Is. 5.20-21

A bíblia fala acerca de um tipo de pessoa cuja vida é caracterizada por uma atitude de constante rebeldia para com Deus e Sua Palavra. Esta pessoa, nas Escrituras, é chamada de ímpia. Este termo se encontra presente em quase todos os livros da Bíblia, e descreve o indivíduo que, de forma consciente e proposital, não apenas se recusa a crer em Deus, como também se opõe deliberadamente aos princípios de vida e de obediência encontrados nas Escrituras.

O texto acima nos mostra uma descrição rica em detalhes acerca do modo de viver de uma pessoa ímpia. Como pensa e age, e também os critérios que emprega nas escolhas que faz. Os versos também descrevem o tratamento que o Senhor dispensa àqueles que adotaram a impiedade como modelo de vida. Portanto, queremos refletir acerca do modo de pensar e de viver adotado por um ímpio, e nas consequências que sobrevém à pessoa que insiste em viver uma vida de rejeição à Palavra do Senhor.

Primeiramente O ÍMPIO É AQUELE QUE VIVE UMA INVERSÃO DE VALORES:
Parafraseando o texto podemos afirmar que classificam o mal como sendo uma coisa boa, e rotulam o bem como se fosse uma coisa má. O ímpio possui uma visão distorcida dos valores divinos. Para ele não existe valores absolutos em questões éticas, morais e espirituais.

O ÍMPIO É AQUELE QUE ESCOLHE O CAMINHO DO ERRO E DA INCERTEZA:
No texto isso é demonstrado ao afirmar que o ímpio chama as ‘trevas de luz e a luz, trevas”. As trevas na bíblia apontam para a ignorância e alienação de Deus e das coisas espirituais. Viver nas trevas, portanto, é viver sem a luz do Senhor clareando a ignorância do coração, é viver sem a lâmpada da Palavra iluminando os caminhos a serem percorridos. Uma pessoa nas trevas é aquela cuja mente e entendimento ainda não foram iluminados pelo Espírito Santo para conhecerem a verdade de Deus.

O ÍMPIO É AQUELE QUE BUSCA FONTES DE PRAZER FORA DE DEUS:
Chama ao “amargo de doce e do doce, amargo”. A nossa geração é ávida pela satisfação imediata dos prazeres. Somos violentamente incentivados a vivermos irresponsavelmente o aqui e o agora. Somos instruídos a experimentarmos tudo o que nos dá prazer. Convém salientar que existem prazeres que foram criados por Deus e, portanto, são legítimos. No entanto, o Senhor também estabeleceu limites e princípios para que o homem pudesse desfrutar de tais prazeres. A questão é que muitos passaram a fazer dos prazeres o alvo maior de suas vidas. E falta de luz no coração e entendimento do homem, como vimos no tópico anterior, faz com que este homem viva os prazeres de forma distorcida e desenfreada.

O ÍMPIO É AQUELE QUE É PRESUNÇOSO E INDEPENDENTES DE DEUS:
O texto ainda afirma que os ímpios “são sábios aos seus próprios olhos”. Ou seja, a verdade é construída por ele mesmo. Para o ímpio não importa o que a Bíblia diga. Importa o que o seu coração enganoso considera e deseja. Este modo presunçoso de conceber a verdade torna o ímpio mais distante de Deus, pois o faz sentir-se independente do Senhor.

De acordo com o texto percebemos que os passos acima descritos se tornam um reação em cadeia. Ao escolher o mal como estilo de vida o ímpio passa a andar nas trevas da ignorância espiritual, a experimentar e gostar do que é amargo, e conclui, lamentavelmente, que está no caminho certo. Esta é, portanto, uma descrição resumida do modo como pensa e vive uma pessoa ímpia. Contudo, há um parecer de Deus quanto ao viver impiamente. O Senhor tem um conceito acerca do ímpio. Primeiro, o Senhor profere alguns “Ais” para aqueles que optaram em viver deliberadamente em rebeldia contra o Senhor. Esta expressão ‘ai’ pressupõe um juízo iminente e aponta para consequências desastrosas das escolhas feitas. No versículo 24 encontramos outra parecer divino quanto à vida ímpia. O Senhor mostra que as raízes da vida de um ímpio são podres. Isso mostra que o ímpio não se sustentará sozinho. Sua ruína é um fato inquestionável. DEUS RESISTE AO SOBERBO, PORÉM, DÁ GRAÇA AO HUMILDE (Tg. 4:6).

Deus o guarde de viver na impiedade e na soberba do seu coração!

Que seu dia seja abençoado pelo Senhor! Que você seja uma bênção!

Pr. Manoel Antonio
Pastor da Segunda Igreja Congregacional de Campina Grande-PB
Wattsapp 83 98700-0490

Veja Também

OLHANDO NA DIREÇÃO CERTA

“Olhando para Jesus, Autor e Consumador da fé…” Hebreus 12:2 Não existe nada mais expressivo ...