Home / Pr. Manoel Antônio / VOLTANDO PARA DEUS, OU PARA A CASA DE DEUS?

VOLTANDO PARA DEUS, OU PARA A CASA DE DEUS?

“Tornai-vos para mim, diz o Senhor”
Zc. 1.1-6

O cativeiro na Babilônia teve produziu muitos efeitos na vida do povo de Israel. Um desses efeitos foi a saudade da terra santa, Jerusalém. Textos e passagens correlatos mostram que o povo enquanto esteve cativo entre os caldeus sentiu muitas saudades de sua terra (Sl. 126), do templo (Sl. 137). Também pôde refletir acerca dos caminhos errados pelos quais andou, o que ocasionou aquela situação desconfortável que foi o exílio babilônico.

No livro de Zacarias, no texto acima tomado para esta reflexão, encontramos o profeta conclamando o povo a voltar-se para o Senhor: o povo tinha voltado do cativeiro para sua terra. Jerusalém era considerada uma terra sagrada pelos judeus. Suas festas nacionais também eram consideradas sagradas, e o próprio templo era uma expressão da presença manifesta de Deus entre o Seu povo. No entanto, Zacarias, o profeta, expressou a sua preocupação com o fato de que o povo pudesse ter voltado para Jerusalém (espaço geográfico), voltado a participar das festas religiosas (liturgias e celebrações) e também para o templo (espaço considerado sagrado), e mesmo assim não terem se voltado para Deus, de fato. Zacarias observou que o povo retornou apenas para os rituais e para as manifestações exteriores da fé, sem, contudo, terem se voltado de coração para o Senhor da fé.

Esse fato vivido pelo profeta naqueles dias sempre se repetiu entre o povo do Senhor. Nos círculos religiosos é comum existirem lugares considerados sagrados e religiosos, lugares de peregrinações. No entanto, as pessoas que para lá afluem não têm nem a percepção do sentido de se estar ali: umas vão como visitação turística, outras como passeio, outras como lazer, e muito poucas com o sentimento realmente voltado para a devoção. Estamos persistindo no erro de acharmos que estamos voltando para o Senhor da Terra, o Senhor da Igreja, quando apenas voltamos para a terra ou para a igreja do Senhor. Dessa forma nos questionamos: Para Quem estamos voltando?

Não estaríamos nós, cristão, indo às nossas igrejas muito mais como peregrinação religiosa, passatempo, ou mesmo com outras finalidades que, na verdade, nada tem a ver com o Senhor? Quando uma pessoa está afastada do evangelho nós costumamos convidá-la a voltar para a Igreja. E não para o Senhor. E para mostrar nosso interesse pela sua vida nós a convidamos para ocupar um cargo, para que ela reconheça como é indispensável na casa do Senhor, como ela é útil. No texto acima, portanto, o profeta conclama o povo: “TORNAI-VOS PARA MIM, DIZ O SENHOR DOS EXÉRCITOS.’ Não se trata de um retorno ao espaço físico, a prédios ou a cargos. Mas de uma entrega do coração ao Senhor, de um retorno Àquele de quem pecaminosamente nos afastamos.

Dessa forma podemos concluir que precisamos de um retorno em nossas vidas. Carecemos urgentemente de nos voltarmos para Deus. E o que significa voltar-se para Deus?

SIGNIFICA VOLTAR O CORAÇÃO À PALAVRA DE DEUS E AOS SEUS ENSINAMENTOS
O maior desviado não se encontra lá fora, no ‘mundo,’ e sim, dentro da igreja. Existe pessoas que, embora frequentem uma igreja com regularidade, seu coração, no entanto, está preso ao templo, às programações e entretenimentos que a igreja possa oferecer. São pessoas que não foram transformadas pelo Espírito Santo porque sua fé não veio pelo “ouvir da Palavra de Deus.” Existe até aquelas que frequentam certas igrejas por mera vaidade pessoal, por ser a maior, a mais antiga ou mais famosa igreja da cidade.

SIGNIFICA VOLTAR AO PRIMEIRO AMOR
Muitos há que começaram sua jornada cristã de forma humilde, fervorosa e perseverante. No entanto, aos poucos foram negligenciando as disciplinas espirituais, como a leitura das Escrituras, a oração pessoal e a prática do verdadeiro discipulado. Consequentemente sua fé arrefeceu. Seu coração esfriou no tocante às coisas espirituais. A Palavra do Senhor, portanto, nos conclama: “lembra-te, pois, de onde caíste, e volta ao teu primeiro amor” (Ap. 2:5).

SIGNIFICA VOLTAR À COMUNHÃO DO SENHOR ENTRE OS IRMÃOS
Muito embora a fé cristã seja individual, pois deve estar plantada no coração de cada um de nós, a vivência desta fé se dá de forma coletiva. Não podemos nos afastar da comunhão dos nossos irmãos, da koinonia cristã.

Concluindo, convém lembrarmos das palavras do filho pródigo quando se encontrava no fundo do poço. Ao lembrar-se da casa de seu pai não pensou apenas em voltar à residência paterna e ao mero conforto que ali havia. Ele foi enfático: ‘levantar-me-ei e irei ter com o meu pai; e lhe direi: pai, pequei contra o céu e perante ti’ (Lc. 15:18). Para quem você precisa voltar? VOLTE-SE, PORTANTO, PARA O SENHOR!

“CHEGAI-VOS A DEUS, E ELE SE CHEGARÁ A VÓS”
Tg. 4:8

Tenha um dia ricamente abençoado pelo Senhor!

Pr. Manoel Antonio
Pastor da Segunda Igreja Congregacional de Campina Grande-PB
Wattsapp 83 98700-0490

(Se você foi abençoado com esta palavra, compartilhe, e não altere a autoria) 

Veja Também

OLHANDO NA DIREÇÃO CERTA

“Olhando para Jesus, Autor e Consumador da fé…” Hebreus 12:2 Não existe nada mais expressivo ...