Home / Pr. Manoel Antônio / BENS QUE O DINHEIRO NÃO PODE COMPRAR

BENS QUE O DINHEIRO NÃO PODE COMPRAR

Gênesis capítulos 32 e 33 até o versículo 20

A prática da compra, da venda e da troca é uma das mais antigas que existe. Desde cedo o homem tem comercializado de tudo: alimento, animais, terras, objetos. Também podemos acrescentar imóveis, automóveis, utensílios domésticos. Por outro lado o homem também aprendeu a comercializar coisas impensáveis de serem negociadas: o corpo, através da prostituição; vender seres humanos, como no caso da escravidão; comercializar órgãos humanos. Tem pessoas até tentando vender e outras querendo comprar as bênçãos de Deus. Um exemplo disso é a venda das indulgências na Idade Média como meio de ter garantido o perdão divino. Hoje se vende cura, libertação, dentre outras bênçãos.

No texto em apreço encontramos um dos personagens mais apaixonantes e controvertidos do Antigo Testamento, por nome Jacó. Filho de Isaque e Rebeca, Jacó aprendeu desde cedo a negociar. No entanto, negociava coisas nada convencionais, como por exemplo, a primogenitura, o casamento, chegando ao ponto de querer ‘negociar’ o perdão do seu irmão Esaú, pois, depois de enganá-lo fugiu e se refugiou na casa de parentes por um período longo. Quando resolveu retornar à terra de seus pais, enviou presentes a fim de aplacar a possível ira que o irmão ainda pudesse nutrir a seu respeito. Seu irmão, no entanto, não quis receber o presente. Nesta meditação quero refletir acerca do tema: Bens que o dinheiro não pode comprar. Que bens seriam estes?

Embora o dinheiro nos proporcione desfrutar de muitas coisas, ainda existem bens cuja aquisição nunca virá por intermédio do dinheiro. São bens cuja moeda não é de papel, de prata, nem de ouro. Infelizmente encontramos pessoas que se iludem e tentam persuadir a outras de que o dinheiro compra todas as coisas. Os bens que passarei a listar jamais serão conquistados com poder econômico. Vejamos:

O DINHEIRO NÃO PODE COMPRAR VALORES ESPIRITUAIS
Perdão divino, comunhão com Deus, crescimento espiritual, comunhão entre os irmãos, todas estas coisas não se adquire com dinheiro. A instrução espiritual dos nossos filhos não pode ser trocada nem comercializada com os professores da Escola Bíblica Dominical. No Antigo Testamento os pais eram os sacerdotes do seu próprio lar. Hoje, existem pais fazendo como que um comodato, transferindo para a igreja a responsabilidade com a instrução de seus filhos.

O DINHEIRO NÃO PODE COMPRAR SENTIMENTOS
A atenção dos pais tem sido trocada por presentes caros, modernos, tecnológicos. A presença dos pais também – alguns pais administram o lar como os diretores de multinacionais: À DISTÂNCIA. A atenção ao cônjuge não pode ser trocada por presentes caros e importados. O toque, como carinho, um afago na cabeça, um cafuné, (por que não?) jamais poderá ser substituído por uma presença virtual nem por um presente material.

O DINHEIRO NÃO PODE COMPRAR O PERDÃO
Nesta mentalidade capitalista muitos tem se iludido tentando comprar o perdão. Há pessoas que, depois que magoam alguém tentam a aproximação desta pessoa através de presentes. É o marido que feriu a esposa e tenta amenizar o clima com uma joia ou uma ida ao shopping. É a esposa que agiu descontroladamente contra o marido e tenta reconquistá-lo via presentes materiais. São os pais que negligenciam os filhos e tentam compensar liberando-os para passarem mais tempo na internet, nos jogos, ou de outras formas. Perdão não se vende, nem é comprado. O perdão é pedido através da sincera e humilde confissão. Os cônjuges precisam confessar suas falhas mutuamente e pedirem perdão um a outro e se perdoarem também. Os pais precisam confessar aos filhos o seu abandono. os filhos, por sua vez, precisam confessar aos pais a sua desobediência, suas mentiras, suas rebeldias. Os irmãos, na igreja, precisam confessar suas fofocas, maledicências, suas invejas e ciúmes que tanto adoecem e prejudicam a convivência dentro da comunidade cristã. Aqui ainda cabe ressaltar que a concessão do perdão não pode ser negociada de forma alguma. Quando se houve um pedido de perdão nós precisamos perdoar incondicionalmente, sem barganhas, sem chantagens, sem exigências.

E por fim posso ainda acrescentar que O DINHEIRO NÃO PODE COMPRAR A RESTAURAÇÃO
A restauração é um processo realizado pelo Espírito Santo de Deus. Para se levantar e se reerguer não precisamos de dinheiro. Precisamos de humildade, arrependimento, abandono do pecado que ocasionou a queda. Para sermos restaurados precisamos olhar para frente e para o alto. Precisamos olhar para o Senhor e buscar Nele o trabalhar o agir do Seu Espírito Santo, sarando nossas feridas, restaurando a nossa comunhão com Ele e com nossos irmãos.
Não se esqueça: há bens que o dinheiro não pode comprar!

Tenha um dia surpreendentemente abençoado pelo Senhor!

Pr. Manoel Antonio
Pastor da Segunda Igreja Congregacional de Campina Grande-PB
Wattsapp 83 98700-0490

(Se você foi abençoado com esta palavra, compartilhe, e não altere a autoria) 

Veja Também

OLHANDO NA DIREÇÃO CERTA

“Olhando para Jesus, Autor e Consumador da fé…” Hebreus 12:2 Não existe nada mais expressivo ...