Home / Saúde / Quando seu filho não consegue respirar – Asma: o risco de não se tratar

Quando seu filho não consegue respirar – Asma: o risco de não se tratar

A asma, assim como outras doenças, tem acometido mais e mais pessoas pelo mundo afora e merece muito cuidado e atenção para que possa ser tratada e ter seus sintomas apaziguados.

Ainda não se pode afirmar porque algumas pessoas têm propensão a esta doença e outras não. Fato é, que por se tratar de uma doença respiratória, os pacientes de asma precisam ter os cuidados redobrados em relação àqueles que não sofrem deste mal.

  • Gatilhos

    Há vários fatores que desencadeiam as crises de asma, dentre eles:

    • Poeira
    • Ácaros
    • Fumaça
    • Perfumes
    • Alimentos
    • Estresse
    • Mudança de temperatura
    • Outros
  • Emergência médica

    Quem sofre deste mal consegue, com o passar do tempo, perceber o início de uma crise, ela normalmente tem alguns sintomas que precisam ser observados e diagnosticados a tempo.

    Uma crise de asma pode começar com tosse seca, dores no peito, dificuldade em respirar, lábios roxos e outros sintomas ainda piores que podem levar o paciente para uma emergência hospitalar.

  • Convivendo com a doença

    O tratamento preventivo de pacientes com asma ajuda a ter uma vida praticamente normal, evitando apenas os agentes irritantes que provocam crises. Quando a pessoa não passa por tratamento algum, ela está sujeita a viver com crises repetitivas da doença.

    A asma, quando não tratada, pode prejudicar as noites de sono, causando além do mal-estar da doença uma noite maldormida e consequentemente um dia difícil pela frente, uma vez que o corpo precisa de descanso para se restabelecer.

  • Perigo de não se tratar

    As crises em um paciente asmático sem tratamento podem prejudicar o funcionamento dos pulmões ao longo do tempo, ou seja, dificuldades respiratórias pelo resto da vida, atrapalhando a prática de exercícios físicos e o próprio dia a dia.

    O óbito também pode ser um fator desencadeante das crises de asma. Uma pessoa em grave crise pode sofrer uma parada respiratória, consequência de um inchaço exagerado dos brônquios.

  • Por tudo isso, buscar tratamento médico é fundamental!

    Ainda não existe uma cura definitiva para esta doença que acomete crianças, jovens, adultos e idosos, mas o tratamento ajuda a melhorar e diminuir por longos anos as crises. Os medicamentos prescritos pelos especialistas, são fortes e precisam ser administrados corretamente. (O abuso ou uso incorreto traz consequências graves).

    Se você ou algum familiar sofre deste mal, busque ajuda de um bom profissional, converse sobre todos os seus sintomas, faça os exames que ele irá lhe prescrever, e inicie o mais rápido possível seu tratamento, para que possa ter uma vida mais feliz bem longe desta doença.

Fonte: Família

Veja Também

11 coisas que seu médico não vai lhe falar sobre a gravidez

Ser mãe é uma experiência única na vida. Mesmo que ela ocorra mais de uma ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.