Home / Filhos / Quando o relacionamento entre pais e filhos é difícil, como agir?

Quando o relacionamento entre pais e filhos é difícil, como agir?

Nem todo relacionamento entre pais e filhos se parece com aquele comercial convencional de margarina onde todos estão felizes ao redor da mesa no desjejum. Seria fantástico se todas as famílias fossem assim.

Ao contrário disso, é muito comum nos dias de hoje ver filhos que desrespeitam e provocam seus pais e por outro lado pais que não têm tempo e paciência para seus filhos. Infelizmente esta situação comum provoca desunião e falta de amor na família.

Mas tudo isso pode ser revertido se houver amor e força de vontade. Talvez inicialmente apenas um dos lados se empenhe em mudar, mas aos poucos filhos e pais podem ajudar-se mutuamente a tornar a convivência mais harmoniosa.

  • 1. Ter o desejo de mudar

    Se você já consegue enxergar que está vivenciando esta situação (independente de que lado esteja, filho ou pai) e pode fazer alguma coisa para mudá-la está começando muito bem. Crie uma meta pessoal de mudança de atitude para evitar conflitos. Pense em quais situações os conflitos aparecem e qual a sua atitude neste momento. Racionalizando sobre isso você poderá determinar o tipo de atitude que terá da próxima vez que isso vier a acontecer.

  • 2. Conversem em família

    Por mais difícil que seja ouvir nossas falhas e defeitos, precisamos estar dispostos a ouvir, sem argumentar, quais são as atitudes e comportamentos que provocam no outro motivos para iniciar uma discussão ou uma convivência infeliz. Prepare-se para uma conversa sincera de maneira que ao final dela possam ter um projeto de convivência harmoniosa dentro de sua família.

  • 3. Dê tempo ao tempo

    Não force uma situação de carinho no início do processo. Se vocês não têm, nem nunca tiveram o hábito de trocarem palavras ou gestos de afeto, o tempo vai ajudar a fazer com que vençam essa barreira aos poucos, se persistirem no projeto de ter uma família feliz e unida.

  • 4. Prepare pequenas surpresas

    Pense em momentos felizes que possam ter juntos (pais e filhos ou filhos e pais) e prepare algumas surpresas para proporcionar momentos como este. Mais uma vez tome uma atitude diferente da que tomaria caso não estivesse engajado no propósito de unir sua família.

  • 5. Seja feliz por fazer parte da sua família

    Faça esse exercício constantemente, pense na bênção que é ter uma família, por mais imperfeita que ela seja. Procure a felicidade nas pequenas coisas. Ore por sua família e para que seu amor por ela aumente a cada dia. Respeite cada um dos membros de sua família e aprenda a amá-los da forma como são.

    Talvez a família do comercial de margarina seja distante da sua realidade, mas se for fiel e diligente em promover o amor, a paz e a união de sua família, aos poucos você se sentirá feliz e orgulhoso em fazer parte dela.

Fonte: Família

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.