Home / Notícias / Incesto e necrofilia: Juventude sueca a caminho da depravação sexual

Incesto e necrofilia: Juventude sueca a caminho da depravação sexual

A cada dia vivido, a sociedade alcança os patamares mais negativos da promiscuidade. Da Suécia surge o fato que, no mínimo, gera nojo e indignação naqueles que tentam, pelo menos, a usar o bom senso. O que falar sobre a permissão do incesto entre irmãos e a necrofilia?

Para aqueles que desconhecem os termos acima citados, incesto seria o ato sexual entre parentes em graus condenáveis tanto pelas leis constitucionais como pela religião e a necrofilia mantém os aspectos sexuais, porém, eleva o grau de repugnância por ser praticada com cadáveres.

A moção aprovada vem do lado jovem do Partido Liberal Sueco, grupo conhecido como Juventude Liberal Sueca em Estocolmo (LUF).

“Entendo que (a necrofilia e o incesto) podem ser vistos como incomuns e repugnantes, mas a legislação não pode basear-se em algo desagradável ou não”, disse Cecilia Johnson, presidenta de LUF em Estocolmo, durante a reunião anual que aconteceu durante o último fim de semana nessa cidade. Ela ainda afirmou que “não gosta das leis morais em geral” porque “a atual legislação não protege ninguém”.

No caso do incesto, a solicitação é que o ato ocorra entre irmãos e não entre pais e filhos. A líder afirma que adolescentes maiores de 15 anos devem ter o direito de fazer sexo com seu irmão. Explicando o objetivo do sexo com cadáveres Cecília afirma ele deve ser aceito caso exista uma permissão por escrito do falecido.

“Deve ser sua decisão o que acontece com seu corpo depois da morte: se deseja deixar seus restos em um museu ou permitir que alguém tenha relação com eles” afirmou Cecilia Johnson.

Adam Alfredsson, secretário de imprensa do Partido Popular Liberal Sueco, disse que não está de acordo com o plano da Juventude Liberal da Suécia.

 

Por Samuel Oliveira

Imagem: egopoliticus

Veja Também

Igreja Episcopal da Escócia aprova casamento gay

A Igreja Episcopal da Escócia decidiu na última semana, reconhecer e oficializar casamentos entre pessoas ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.